SESMT COMEMORA O 37º ANIVERSÁRIO EMBASADO NO SUCESSO PREVENCIONISTA

 :: PRINCIPAL :: NOTÍCIAS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

SESMT COMEMORA O 37º ANIVERSÁRIO EMBASADO NO SUCESSO PREVENCIONISTA

Mensagem  Marcos Paulo em 3/8/2009, 23:19

Cerca de 150 pessoas, envolvidas com o universo da segurança e saúde do trabalho, prestigiaram o evento comemorativo que o Sintesp promoveu, no auditório da Fundacentro, para ressaltar a importância dos profissionais que compõem o SESMT nesses 37 anos de luta em prol da causa prevencionista.

As empresas com mais de 100 funcionários são obrigadas a possuir um serviço de Segurança e Medicina no trabalho. Essa iniciativa foi consolidada no dia 27 de julho de 1972, pelo até então Ministro do Trabalho, Julio Barata, que publicou as portarias 3.236 e 3.237, que regulamentavam a formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho e atualizando o artigo 164 da CLT. Desde então, muita coisa mudou, e Brasil evoluiu, significativamente, nas questões prevencionistas, e muito desse sucesso é creditado ao SESMT - Serviço Especializado em Segurança e Saúde no Trabalho.

Em 2009, o SESMT completou 37 anos e para comemorar essa data foi escolhido o Auditório da FUNDACENTRO, em Pinheiros, São Paulo. Com um público de, aproximadamente, 150 pessoas, divididas entre Técnicos de Segurança do Trabalho, Médicos do Trabalho, Enfermeiros do Trabalho, Engenheiros de Segurança do Trabalho e sindicalistas, o evento homenageou os destaques profissionais do SESMT com uma placa comemorativa. Este ano o Sintesp, através da indicação dos próprios técnicos de segurança do trabalho, homenageou os profissionais Bruno de Oliveira Sandrini, técnico de segurança do trabalho; Eduardo Milaneli, engenheiro do trabalho; Koshiro Otani, médico do trabalho e Wilma Yumi Okamura, enfermeira do trabalho. Todos os homenageados foram unânimes em reconhecer a importância da comem! oração pelos 37 anos do aniversário do SESMT e do quanto os profissionais que o compõe ajudam a construir uma história positiva em prol da causa prevencionista.

Para Wilma, que atua há quase 30 anos como enfermeira do trabalho, foi uma honra receber essa homenagem. “Foi uma surpresa muito grande. Essa homenagem me emocionou bastante e estou muito feliz”, ressaltou. Wilma destacou, ainda, que o papel do enfermeiro do trabalho para a saúde e segurança do trabalhador é fundamental porque o enfermeiro é um profissional que tem uma visão ampla do contexto geral da empresa e que se dedica de forma integral no seu trabalho, não só pelo tempo que ele permanece na empresa, como também pela sua responsabilidade em relação aos outros profissionais. “Temos que continuar a luta pela segurança e saúde do trabalho, aliando as questões de meio ambiente também, pois são temas unificados em prol dos trabalhadores. Temos que atuar para preservar a! saúde e segurança e acredito que estamos no caminho correto. Nesse quase 30 anos na área vejo que a evolução foi muito positiva, apesar de que em cada momento aparecem novos riscos, as doenças vão mudando, mas acredito muito que estamos no caminho correto”, salientou a enfermeira Wilma.

Eduardo Milaneli, engenheiro do trabalho homenageado nesse 37º aniversário destacou que dos profissionais que compõe o SESMT aquele que está mais na linha de frente hoje são os técnicos porque estão em sua maior parte nas empresas, diferente dos engenheiros e dos médicos, que normalmente estão mais focados nas grandes empresas. “Por isso, é muito gratificante ser homenageado por voto dos técnicos que acompanham um pouco do nosso trabalho nessa luta para tentar fazer com que a prevenção de acidente seja um pouco mais respeitada e fico muito feliz com esse voto de confiança que os técnicos têm dado para o nosso trabalho”, declarou.

Milaneli lembrou que diferente de outros tempos, agora estamos vivendo um movimento muito forte em prol da cultura prevencionista e o Sintesp é o grande catalisador desse processo. “Percebemos que outras entidades não se expõem tanto quanto o Sintesp e muitas até procuram utilizar a categoria pra fazer política e não para fazer prevenção, portanto, considero que pode fazer política sim, mas pense na prevenção também”, observou. Por isso, em sua opinião, o Sintesp está de parabéns pelo que vem fazendo em prol da causa. Outra observação de Milaneli foi em relação a briga do Sintesp, representado pelo seu presidente Armando Henrique, pelo Conselho da categoria, bem como a luta para a mesma tenha um respeito um pouco maior na Secretaria de Inspeçã! ;o de Trabalho, em Brasília.

“É preciso valorizar mais o trabalho dos profissionais que atuam no setor de segurança e saúde do trabalho. São esses profissionais que tentam, a todo custo, e muitas vezes expondo o seu emprego e até mesmo se expondo pessoalmente e profissionalmente para tentar formar uma cultura prevencionista e, infelizmente, continuamos na batalha e precisamos crescer para atingir objetivos melhores”, avaliou o engenheiro.

O Técnico de Segurança do Trabalho, Bruno, se mostrando bastante emocionado pela homenagem, contou que já atua nessa área desde 1975, e teve a felicidade de tomar contato com o setor da prevenção de acidentes já aos 14 anos quando entrou numa empresa como aprendiz. Ao longo de sua carreira teve a felicidade de contribuir com a questão prevencionista através de seu trabalho e hoje Bruno já está há 16 anos atuando na área da Construção Civil, um setor que, apesar do trabalho intenso, na maior parte da vezes os técnicos, os engenheiros, os médicos, só são lembrados quando ocorrem acidentes. “Muitas vezes a mídia só divulga notícias ruins e muito pouco do que já temos feito de bom nesse setor”, mencionou o técnico. “Por isso, estou muito feliz,! emocionado e não imaginava que nessa idade poderia estar sendo homenageado pelo meu trabalho em prol da causa”, salientou.

O médico do trabalho homenageado nesta edição, Dr. Koshiro, manifestou sua alegria e satisfação em participar desse ambiente e ser homenageado pelo Sintesp. “Reconheço que os técnicos de segurança se constituem na coluna vertebral do SESMT. É ele, por questões óbvias, que tem dedicado tempo integral a essa atividade, diferente do médico, do engenheiro e da enfermeira, que muitas vezes tem horário parcial de trabalho, por isso lembro que a sustentação desse serviço nas empresasse dá pelos técnicos de segurança do trabalho”, comentou.

Para Dr. Koshiro, a questão da prevenção dos acidentes do trabalho envolve vários aspectos socioeconômicos, além de vários fatores profissionais e não se trata de uma única responsabilidade atribuída somente aos técnicos de segurança. “Sendo assim, temos que ver o SESMT e as ações de saúde e segurança juntamente com os negócios da empresa, com o seu desenvolvimento e o seu crescimento no mercado. Portanto, ao completar 37 anos de SESMT, vale a pena algumas reflexões. Essa estrutura tradicional do SESMT centralizada na ação desses profissionais tem que ser revista e tem que ser abordada de uma forma mais ampla envolvendo todos os processos, todas as instâncias de uma empresa, considerando, principalmente, que ações de segurança tem a ver com os negó! ;cios da empresa também”, declarou o médico do trabalho.

Abertura

Para compor a mesa de abertura, foram convidados: Cleonice Caetano, secretária Nacional sobre Saúde e Segurança do Trabalho pela UGT, que comentou a inserção da Mulher nas questões de Saúde e Segurança, afirmando que as mesmas estão muito presentes nas questões prevencionistas, e falou sobre a união dos profissionais. “Todos os profissionais que atuam no setor de Saúde e Segurança do Trabalho têm que estar unidos para que juntos possam comemorar o sucesso nas questões que envolvem esse universo”, analisou.

João Scaboli, secretário estadual de Saúde e Segurança da Força Sindical, por sua vez, parabenizou a iniciativa dos Técnicos de Segurança e profissionais do SESMT e comentou, no discurso de abertura, sobre a questão da gestão. “Ainda temos muita coisa para fazer com relação a gestão da Saúde e Segurança do Trabalho. Temos que buscar as causas para encontrarmos as soluções nesses quesitos”, concluiu ele.

O Vereador do PDT, Cláudio Prado, no seu pronunciamento, apoiou a ideia da criação de um selo de qualidade, por meio do qual estaria garantido que o produto foi fabricado sem nenhum acidente: “Apoio, sim, a ideia do selo de qualidade, informando de uma forma clara, que o produto foi concebido sem um único acidente. Duvido que as empresas não se preocupariam em possuir esse certificado de qualidade”, observou o vereador.

Já o presidente do SINTRACON - Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Paulo, Antonio de Sousa Ramalho, comentou sobre uma possível reunião para as discussões prevencionistas: “Está na hora da Força Sindical encabeçar um encontro com todas as outras centrais sindicais para discutir as relações de Segurança do Trabalho” e, continua: “temos que ter uma política integrada para dar mais condições para as ações de saúde e segurança, e isso, deve ser responsabilidade dos sindicatos”, finalizou.

Jurandir Bóia, presidente da FUNDACENTRO, agradeceu a presença de todos e comentou: “a FUNDACENTRO, sempre que tiver eventos como esse nunca estará ausente. Sempre seremos parceiros nos assuntos relacionados as questões de Saúde e Segurança do Trabalho”, declarou.

Finalizando as apresentações da mesa de abertura, o presidente do SINTESP, Armando Henrique, fez um paralelo a sua história com o SESMT: “estou, também, há 37 anos tentando dar minha ajuda nas questões prevencionistas”, ressaltou. Armando, ainda, discursou sobre os recursos que são destinados a essa questão. ”Nem 10% dos recursos contingenciados para a Saúde e Segurança do trabalho chegam até o trabalhador, por isso, só atingiremos nossos objetivos quando tivermos uma postura de ação integrada com todos os envolvidos em prol da Saúde e Segurança do Trabalho”, enfatizou Armando.

Logo após a entrega das placas, foi realizada uma palestra, ministrada por Domingos Lino, do Departamento de Saúde Ocupacional e diretor adjunto da Previdência Social, sobre: Política Nacional sobre Segurança e Saúde no Trabalho.

No final do evento, foi organizado um painel, com o tema “Ações de um SESMT integrado como benefício para os trabalhadores” – formado pelos quatro profissionais homenageados, no qual cada um teve de cinco a 10 minutos para explanar sobre a sua visão em relação a importância do assunto e fazer as considerações pertinentes.
avatar
Marcos Paulo
Moderador
Moderador

Número de Mensagens : 25
Idade : 44
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 01/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: PRINCIPAL :: NOTÍCIAS

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum